chelixes

chelixe.png
Os humanos chelixes prosperaram na costa norte do Mar Interno, e as façanhas do seu império uma vez poderoso espalhou a semente Chelixe através de Avistan e Garund. Orgulhosos, cultos, inteligentes, ambiciosos, organizados, e impiedosos, os Chelixes se tornaram uma força dinâmica no mundo, e nem sempre positiva pro mundo. Eles tendem a possuir cabelos escuros, olhos escuros, e pele pálida. Os Chelixes são muito habilidosos, agressivos, e autoconfiantes. Eles tem um talento para organização e um gosto cultural refinado.

Eles enfraqueceram o poder, e depois se rebelaram contra, de seus antigos vizinhos Taldan, e logo dominaram as regiões próximas direta ou indiretamente, formando o Império Cheliax.
Eles foram bem sucedidos até em remover o centro de adoração do deus Aroden de Taldor para o seu império, e se espalharam para o norte na Varisia e para o Sul em Garund numa série de conflitos conhecidos como as Guerras Eternas. Como resultado dessa expansão contínua, os Chelixes rapidamente dominaram e incorporaram os povos e culturas nativos, assim muitas vezes uma região teria um regente ou uma casta de origem Chelixe ou com uma forte herança sanguínea Chelixe por trás do império. O império continou a se expandir, e com o esperado retorno de Aroden (sobre as diretrizes do império), nenhum Chelixe tinha dúvidas que eles iriam reganhar o poder (e riquezas) da antiga Azlant.

A morte de Aroden um século atrás matou o império, os estados vassalos rapidaemnte se rebelaram e Cheliax caiu num guerra civil vencida somente pela reino da atual aristocracia diabólica. O diabolismo fala do lendário orgulho e ira Chelixe, e também da necessidade de ordem e controle gerado pelos cidadãos do império por causa de séculos de privilégio. A autoconfiança nata, infundida desde o nascimento, serviu bem nos momentos da morte de um deus e da queda de um império. Eles acreditam que são naturalmente mais capazes de lidar com qualquer situação do que qualquer grupo de humanos — isso pode tomar forma tanto de conselhos útei e positivos, como da arrogante desaprovação dos pontos de vistas rivais. Quando confrontados por desafios insuperáveis os Chelixes reavaliam a situação e procuram não somente a solução, mas a solução mais vantajosa.

Essa autoconfiança é sustentada por um grande herança e amor pelo conhecimento, que se manifesta na teologia, nos estudos arcanos, e em invenções mecânicas. Os especialistas Chelixes são capazes de descobrir, desenvolver, e adaptar novas técnicas descobertas por suas próprias pesquisas ou absorvidas de outras culturas. Os Chelixes gostam de enfeites suntuosos em suas casas e em suas vestimentas, e memso o mais miserável deles se veste o melhor possível. Eles veneram os heróis que incorporam os valores deles: força, bovreza, ambição, e — mais que todos — sucesso. Os heróis Chelixes tendem a ser recompensados nas grandes comunidades com títulos, terras, e casamentos nas casas mais respeitáveis. Da mesma forma, os heróis vistos como uma ameaça as classes regentes são vigiados, e se necessário, removidos, sendo enviados para buscas em outras áreas ou — se necessário — mortos na noite.

O povo Chelixe leva a sério juramentos, contratos, e promessas, e acreditam em obedecer as regras, procurando a todo o tempo lacunas para melhor subverter essas regras. Nos centros urbanos, vário advogados, juízes, e burocratas tem sangue Chelixe nas veias. Como resultado de sua tendência leal, eles geralmente tem dificuldades com outras raças e etinias com atitudes mais fexíveis de propriedade e comportamento social aceitável. Os Chelixes tendem a se organizar e a trabalharem juntos em prol de um objetivo em comum, recebendo ordens de um líder reconhecido e estabilizado. Tal talento serviu bem entre as legiões imperiais em suas conquistas, mas o tempo já mostrou que outros líderes e objetivos podem surgir e facilmente dividir a população.

chelixes

A Ascensão dos Runelords sergionauta