Norgorber

norgorber_holy_symbol.jpgNORGORBER, ceifador de reputação

Deus da ganância, dos segredos, do veneno, do assassinato
Tendência: Neutro e Maligno
Domínios: Encantamento, Morte, Mal, Conhecimento, Enganação
Arma Favorita: Espada curta
Centros de Adoração: Absalom, Galt, Nex, Osirion, Reinos Fluviais, Grilhões, Taldor, Varisia
Nacionalidade: Taldan

Pouco é conhecido da vida de Norgober em Absalom antes de ascender a divindade através do Teste da Pedra Estelar. Dos deuses Ascendentes, ele é o único maligno. Em obras de arte, ele é retratado apenas como uma máscara negra polida sem traços distintos, ou ás vezes como um homem invisível vestindo uma roupa de ladrão.

Como um ladrão na noite, Norgober é sutil em sua intervenção. Um batedor de carteiras pode encontrar uma moeda de ouro em uma bolsa de um homem outrora pobre, um espião pode ouvir uma importante informação de uma fonte inesperada, uma arma envenenada pode reter sua função para um segundo ataque, ou um guarda assassinado pode morrer soltando somente um gorgolejo silencioso. Como um assassino, a fúria dele é cuidadosamente medida e o ataque repentino. Um ladrão pode perceber que perdeu a jóia que supostamente roubou, um palestrante pode esquecer completamente de um tópico importante, ou uma lâmina envenenada pode cortar a mão até mesmo de um mestre assassino.

O culto de Norgorber se divide em quatro grupos, cada um focado em seu aspecto e ignorando os outros. Eles geralmente usam máscaras como símbolo de sua devoção e para manter a identidade em segredo. Apesar da divisão na fé, os seguidores de Norgorber ainda sim trabalham juntos em alguns assuntos, tomando ações cautelosas com o intuito de moldar o futuro, tudo de acordo com algum plano secreto. Aqueles que o chamam Ceifador da Reputação o veneram principalmente como deus dos segredos e são tipicamente espiões ou políticos. As guildas de ladrões geralmente o veneram como Mestre Cinza, e buscam as habilidades dele como ladrão mais do que tudo. Muitos alquimistas, herbalistas, e assassinos o conhecem como Dedos Negros e vêem sua obra em cada comida envenenada e criaturas venenosas. Os cultistas dele mais conhecidos e perigosos são loucos, matadores, e maníacos que o chamam de Pai Esfolador, são aqueles que acreditam que com cada assassinato, o futuro é moldado de acordo com os planos desconhecidos do deus sombrio deles.

Norgorber recebe com prazer pessoas de todos os tipos em seu sacerdócio. A maioria são ladinos, clérigos, bardos ou assassinos, mas dançarinos das sombras, ilusionistas, encantadores, e tipos mais exóticos não são incomuns. Alguns druidas servem ao Dedos Negros por seu apoio as criaturas venenosas. Dependendo de qual aspecto o templo deles favoreça, um sacerdote geralmente possui habilidades em ladroagem, obter informação, veneno, ou furtividade. Muitos levam vidas duplas, atuando como membros normais da sociedade durante o dia e vestindo máscaras durante a noite para enaltecer a vontade do deus.

Ladroagem, seja comum ou elaborada, é uma atividade típica para os sacerdotes. Alguns são mestres imitadores, roubando a identidade dos outros e as usando para encobrir atos sombrios ou simplismente para roubar as riquezas das casas e cofres deles. Outros usam o conhecimento de alquimia, venenos, e poções para manter vilões abastecidos de mercadorias mortais enquanto mantém uma imagem pública de boticário. Alguns atuam como diplomatas, espiões, ou negociadores, comprando e vendendo informações e contratos.

Norgorber.png

Norgorber

A Ascensão dos Runelords sergionauta